O self care traz hábitos e práticas que promovem a saúde mental, física e emocional. Portanto, é mais que um aliado nesse momento caótico que vivemos. É necessário. E o melhor: é bem acessível.

A pandemia trouxe muita tristeza, desafios, reviravoltas. Mas, como em toda dificuldade, ela também trouxe oportunidades, reflexões e nova percepção sobre o mundo e nós mesmos. A “reclusão” decorrente da pandemia direcionou o olhar mais atento para o interior. Seja da nossa casa, nossa família e nosso ser.

Um olhar para dentro

Esse novo olhar para dentro colocou a saúde em foco. Com isso os cuidados com saúde, a pele e outros hábitos ganharam destaque, principalmente nas redes sociais. Claro que esse impulsionamento também foi fruto da necessidade do mercado de beleza de se manter ativos e “sobreviver ao Coronavírus”. Mas, a consciência de que a saúde é nosso bem maior foi uma grande conquista.

O que é o self care?

Self care na tradução literal significada autocuidado, cuidar de si mesmo. Esse autocuidado abrange uma gama enorme de práticas e hábitos. Por exemplo: fazer chekup anual com seu médico clínico/ginecologista, com o oftalmologista, a visita semestral ao dentista.

Práticas simples de autocuidado

Para te ajudar nessa busca, listo aqui 5 práticas acessíveis e simples de autocuidado. Essas práticas, inclusive já foram listadas aqui em outros artigos.

  • Hidratação: Nosso corpo é composto por 70% de água. Por isso, a hidratação é fundamental para nossa saúde. Existe um valor generalizado de 2 litros de água diários. Mas, esse valor, na verdade é diferente para cada pessoa, para locais e climas diferentes. Ter o acompanhamento de uma nutricionista é importante para determinar qual a quantidade de água necessária para seu corpo.
  • Atividade física regular: Já perdi a conta de quantas vezes eu gritei (continuo gritando) que a atividade física é a cura de todos os males. Nosso corpo foi programado para se movimentar. Escolha uma atividade que te interesse, que goste, que te dê prazer e aproveite todos os benefícios dessa prática. Dentre elas, melhor imunidade, melhor funcionamento do organismo, disposição, força, desempenho, alegria.
  • Tenha um sono reparador: Da mesma forma que é preciso se movimentar, é necessário ter um sono reparador. Uma noite mal dormida pode trazer problemas de saúde como: obesidade, baixa imunidade, indisposição, déficit cognitivo, dependência química (de remédios), dor de cabeça, baixo desempenho. Para ter uma boa noite de sono você pode inserir as seguintes práticas: cuide do ambiente, retire qualquer eletrônico do seu quarto. Ele deve estar limpo, organizado, arejado. Retire qualquer luz, pois o ambiente escuro promove um sono melhor. Faça a última refeição umas 3 horas antes de se deitar. Não use substâncias estimulantes como cafeína a partir das 17h. Evite atividades físicas perto da hora de ir para cama. Tenha uma rotina/ritual antes de dormir como ler um livro, ouvir uma música, meditar. Evite o uso de celular ao se deita.
Self care: 5 práticas de autocuidado, por Alessandra Faria.

A beleza e a maquiagem como fontes de autocuidado

  • Faça rituais de skin care ou body care: um bom banho, seguido de automassagem, uma esfoliação corporal antes do chuveiro, a sauna após a atividade física ou antes do banho, uma máscara facial, uma hidratação capilar e até mesmo um banho de sol são práticas simples de autocuidado que trazem ótimos resultados.
  • Pratique a automaquiagem: Sim, puxando a sardinha para o meu lado. A automaquiagem é uma prática de autocuidado e autoconhecimento. Se você, por acaso, tiver algum tipo de mito com relação à maquiagem, eu quebrei todos aqui nesse post.

Alê, eu não sei me maquiar, como faço?

Posso te ajudar: além dos cursos e aulas online, lancei meu e-book de Técnicas de Maquiagem Profissional que atende tanto a profissionais da área como leigos na maquiagem. Bora conferir, basta clicar aqui.

Self care: 5 práticas de autocuidado, por Alessandra Faria.

Fotos: reprodução via Pinterest.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *