Os cabelos na menopausa (ou melhor, climatério) são diretamente impactados com as alterações hormonais. Além da mudança da textura, os fios ficam opacos e sem vida e ainda pode ocorrer uma queda intensa. Por isso, compartilho com você essas dicas de como cuidar dos cabelos nessa fase.

Os cabelos na menopausa

O climatério/menopausa é um período de intensas transformações que afetam as mulheres como um todo. Além dos sintomas muito conhecidos causados pelo fim dos ciclos menstruais como ganho de peso, fogachos (ondas de calor), secura vaginal, diminuição da libido, mudanças bruscas de humor, entre outros, os cabelos também podem sofrer alterações. Eles podem se tornar mais frágeis e propensos à queda. Os fios mudam a textura, muitas vezes ficando grossos e opacos. Além disso, se tornam mais secos e porosos.

Segundo Bruna Tavares (CRM/SP: 172573 RQE: 96336), dermatologista da Clínica Leger, fatores como a diminuição nos níveis de estrogênio, hormônio que, dentre outras funções, auxilia na saúde e crescimento dos fios, e o aumento da testosterona em algumas mulheres, podem causar o afinamento e a queda acentuada do cabelo. Além disso, existe o próprio envelhecimento dos folículos capilares que pode ser acelerado durante o climatério. Não podemos descarta ainda a predisposição genética à perda capilar. Assim, a adoção de cuidados específicos é primordial para manter os cabelos saudáveis e bonitos.

Como cuidar dos cabelos na menopausa! por Alessandra Faria

A alimentação e hidratação são a chave para a saúde dos cabelos

“Nessa fase de mudanças, é importante que a mulher mantenha uma alimentação balanceada e rica em nutrientes essenciais para a saúde do cabelo, como vitaminas do complexo B, vitamina D, zinco, ferro, proteínas e omêga-3, por exemplo. Além disso, é importante utilizar produtos que sejam suaves e não contenham substâncias que podem agredir os fios, evitar penteados apertados e o uso frequente de fonte de calor para não causar possíveis danos ao cabelo,” explica a Dra. Bruna.

Como cuidar dos cabelos na menopausa! por Alessandra Faria

Como cuidar dos cabelos na menopausa e climatério

Hidratação regular: a hidratação é fundamental para a saúde em geral, inclusive dos fios. Assim, é importante beber a quantidade adequada de água para o bom funcionamento do corpo. Importante também manter uma rotina de cuidados específicos que utilizem produtos hidratantes para repor a umidade do cabelo e combater o ressecamento. Dica: use a máscara hidratante a cada lavagem; faça um cronograma capilar para atender às necessidades do cabelo; use óleos capilares para ajudar na hidratação.

Gerenciamento do estresse: o estresse pode contribuir para a queda de cabelo e outros problemas capilares. Assim, é importante ter ferramentas que auxiliem no gerenciamento do estresse como, por exemplo, a atividade física. Além de trazer inúmeros benefícios para o corpo, a disposição e a melhora no sono, a prática rotineira de esportes promove sensação geral de bem-estar e libera neurotransmissores, como a serotonina, que agem na regulação do humor.

Evitar o uso de fontes de calor: o uso excessivo de fontes de calor poder ser prejudicial para os fios. Assim, o ideal é diminuir a frequência de utilização e sempre aplicar um protetor térmico antes para minimizar possíveis danos.

Tratamentos para os cabelos da mulher madura

Tratamentos para queda capilar: vários tratamentos podem ser indicados para a queda de cabelo relacionada a menopausa. A reposição hormonal, por exemplo, pode auxiliar na redução do quadro, além do uso de medicações como Minoxidil, que estimula o crescimento do cabelo, prolongando a fase de crescimento e diminuindo a fase de repouso dos folículos capilares. Procedimentos como a utilização de lasers de baixa intensidade para melhorar o crescimento, densidade e espessura dos fios, são uma boa prática. Ainda temos os microagulhamentos com aplicação de medicamento nos locais afetados para facilitar a penetração dos ativos nas camadas mais profundas da pele, aumentando sua eficácia. A indicação adequada depende de avaliação médica.

Consulte um especialista: a queda de cabelo, leve a moderada, pode ser um sintoma comum durante a menopausa e climatério. Entretanto, é necessário prestar atenção aos sinais em casos de problemas mais sérios. Histórico familiar de calvície e perda capilar, quedas acentuadas em períodos curtos, perda significativa com afinamento dos fios e aparecimento de parte do couro cabeludo, por exemplo, são algumas indicações de que a situação pode ser mais séria e necessitar de tratamentos específicos. Consultar um médico especializado é fundamental para a avaliação, indicação e personalização do tratamento.

Sobre a Dra. Bruna Tavares 

A Dra. Bruna Tavares (CRM/SP: 172573 RQE: 96336) é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, professora de Pós-Graduação de Dermatologia e atua na área de Dermatologia clínica, procedimentos estéticos, harmonização facial e corporal.

Sobre a Clínica Leger   
A Clínica Leger foi fundada em 2007, pelo médico cirurgião Dr. Roberto Chacur, e pela médica Dra. Nívea Bordin Chacur. São três unidades localizadas nas cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e em Porto Alegre (RS), e que oferecem procedimentos e tecnologias de ponta, com destaque para harmonização facial e glútea, cirurgia plástica, dermatologia, nutrologia, emagrecimento e ginecologia regenerativa.  

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *