Cruella De Vil é a minha mais nova obsessão. A vilã icônica da Disney que odeia dálmatas ganhou um live action especial para ela, como aconteceu com Malévola. Minha antiga paixão. hehehe

O filme foi lançado no dia 28 de maio nos cinemas do mundo inteiro. Também foi lançado na plataforma do Disney +. Porém, apenas para assinantes Premier Acces. Ele estará disponível para os demais assinantes do Disney + no dia 17 de julho/21.

Quem foi Cruella De Vil

O enredo traz o início de tudo. Como foi Cruella quando criança e como se tornou essa vilã traiçoeira que odeia dálmatas (será?). Inclusive, no filme tem apenas 3 deles e não são fofinhos.

duas emmas igual a uma cruella de vil por alessandra faria

Essa é a primeira trama da Disney que traz duas vilãs. O mais interessante é que são duas Emmas. A protagonista Estella, dona das cruel(li)dades é vivida pela atriz Emma Stone. Já a antagonista chamada apenas de Baronesa, na maior parte da trama, é interpretada por Emma Thompsom. Outro detalhe super interessante é que ambas são delicadas e doces, quase sem graça. (Desculpa gente. Pois, adoro as duas atrizes). Porém, extremamente competentes e indicadas ao Oscar mais de uma vez. Ambas dão vida à maldade de forma ímpar. As duas dão show de interpretação e sintonia em cena. Uma não se sobrepõe à outra.

Moda londrina dos anos 70

Se o enredo do filme é uma delícia, a ambientação e fotografia são impactantes e nostálgicas. A história é ambientada na sombria Londres dos anos 70, quando Cruella já é adulta e sonha ser estilista. O figurino é deslumbrante. Retrata muito bem a moda dark punk rock de Londres da época, com muita originalidade e dramaticidade. Aliás, vale ressaltar que a semana de moda de Londres sempre foi a mais ousada do circuito internacional.

Olho tudo, boca tudo ou shaggy hair

A produção de beleza não fica atrás. Ela vai de um polo a outro trazendo de volta a diversão de um olhão marcado e bem esfumado junto com batom vermelho. Olho tudo, boca tudo. Ao mesmo tempo, traz a beleza natural do cabelo bagunçado no melhor estilo Goldie Hawn. Falei desse corte aqui no blog ano passado, o chamado shaggy hair.

duas emmas igual a uma cruella de vil por alessandra faria

Nadia Stacey é a maquiadora responsável pela produção de Cruella. Ela contou em entrevista à Vogue:

Eu tenho uma prancha enorme com referências de maquiagens e perucas do século 18, coisas dos anos 50 e 60, e também peças de John Galliano e Vivienne Westwood. Eu estudei competições de cabelo de vanguarda e esculturas. E, obviamente, o punk dos anos 70”. Nadia também se inspirou em bandas de Rock da época como Sex Pistols. (leia mais)

duas emmas igual a uma cruella de vil por alessandra faria

Cruella De Vil e sua play list

Por falar em banda, a trilha sonora ou play list de Cruella é imperdível. A música principal, que foi feita especialmente para o filme é “Call me Cruella” da banda britânica Florence and The Machine. São mais de 40 canções no filme, “sendo 26 de composição do músico americano Nicholas Britell, famoso por trabalhar em filmes como “Vice”, “Moonlight” e “O Rei””. (fonte)

Ainda tem as canções icônicas dos anos 70:

  • Hush – Deep Purple
  • She’s A Rainbow – The Rolling Stones
  • Watch the Dog that Brings the Bone – Sandy Gaye 
  • Time of the Season – The Zombies
  • I Gotcha – Joe Tex
  • These Boots are Made for Walking – Nancy Sinatra
  • Car Wash – Rose Royce
  • Boys Keep Swinging – David Bowie (este foi homenageado com um personagem)
  • he Wizard – Black Sabbath
  • Sympathy for the Devil – The Rolling Stones
  •  Stone Cold Crazy  – Queen
  • Five to One – Doors; e muito mais.

Eu assisti ao filme ontem e estou in love. Quero inclusive fazer alguns tutoriais de make inspirados em Cruella.

Deixo para vocês um trailer com a música principal do filme.

Assistam ao filme e entenderão o título do meu artigo.

Fotos: reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *