Ondas de calor, falta de disposição, cansaço excessivo, falta de libido, ressecamento, ganho de peso… Esses são apenas alguns dos sintomas desagradáveis da pré menopausa. Esse assunto já foi tratado por aqui no blog, nesse post. Pois, eu passei por esses sintomas entre 2015 e 2016. Porém, parece que foi apenas uma baixa hormonal, pois ainda estou em período reprodutivo.

Apesar de terem sido sintomas passageiros, deu para perceber o quanto são desagradáveis e como podem atrapalhar consideravelmente a qualidade de vida da mulher nessa fase. O bom é que é possível melhorar esses sintomas com tratamento: reposição hormonal. Esse assunto é bem polêmico, pois existem os prós e os contras da reposição. Alguns médicos são categoricamente contra e outros super a favor. Cabe a você e seu médico pesarem bem quais os “custos benefícios” da reposição em sua vida.

Os efeitos colaterais da reposição hormonal mais preocupantes

São aumento nos casos de câncer mamário e uterino e problemas com trombose. Por isso, existe um certo cuidado quando se fala do assunto. É importante fazer um rastreamento genético/familiar para se decidir pela reposição. Lembrando que algumas mulheres passam pela pré menopausa com sintomas leves, sem prejuízo da qualidade de vida.

Benefícios da reposição hormonal

Por hoje, vou me ater aos benefícios da reposição hormonal com o artigo enviado pela Dra. Bruna Marisa, médica endocrinologista que é defensora da reposição hormonal para aumento da qualidade de vida da mulher. Dra. Bruna segue a linha ortomolecular. Ela está me acompanhando na dieta low carb e reeducação alimentar, além de fazer o rastreamento dos meus hormônios para reposição ou não.

Quando os sintomas da pré menopausa aparecem

Tudo está bem e de repente, sem mais nem menos, você é invadida por ondas de calor regulares, a vagina começa a ficar ressecada, você é surpreendida por dores durante s relações sexuais, tem grandes variações de humor, rápido ganho de peso e se sente totalmente desanimada. Você não consegue compreender o que está acontecendo com seu organismo e como dá conta das alterações que sofre durante o dia.

Sinto informar, mas você pode estar entrando na pré menopausa e para todos estes sintomas, a boa notícia é que existe o tratamento eficaz: Reposição Hormonal.

Embora vista por muitas mulheres de forma negativa devido aos seus sintomas desagradáveis, a menopausa é uma fase natural na vida da mulher. Tecnicamente ela passa a se tornar “inativa”. Essa é a fase em que a mulher passa do estágio reprodutivo para o não reprodutivo e por isso seu corpo produz bem menos hormônios (progesterona e estrogênio). – explica a Dra. Bruna Marisa, médica endocrinologista que é defensora da reposição hormonal para aumento da qualidade de vida da mulher.

Os sintomas que acompanham a menopausa são a parada das menstruações, ondas de calor e suores noturnos, falta de libido ou diminuição no desejo sexual, ressecamento vaginal, dor durante o ato sexual e diminuição da atenção e da memória, distúrbios do sono, irritabilidade, depressão, ganho de peso. A perda óssea que também acompanha esta fase, pode causar a osteoporose.

No entanto, esses sintomas podem variar de mulher para mulher e chegam entre os 45 e 55 anos.

Reposição hormonal melhora qualidade de vida na pré menopausa por Alessandra Faria

A Reposição hormonal reduz os sintomas da pré menopausa.

É muito importante dizer que esta reposição também pode prevenir doenças cardíacas e a osteoporose. A melhora na quantidade do cálcio no esqueleto causada pela reposição hormonal, age beneficamente nos níveis do colesterol bom (HDL) e diminui a possibilidade de doença coronariana, afirma Dra. Bruna.

A especialista explica que, em seu consultório, costuma administrar doses baixas de hormônios bioidênticos que podem ser administrados através de comprimidos, gel, adesivos, ou seja, a forma que se adaptar melhor ao paciente e a sua rotina.

É importante dizer que o estrogênio é o hormônio que alivia os sintomas. Portanto, mulheres que fizeram histerectomia, ou seja, não possuem útero, podem ser tratadas com estrogênio isolado. Já as mulheres que não retiraram seus úteros devem tomar um hormônio tipo progesterona, a fim de prevenir o câncer uterino, pois o estrogênio sozinho pode fazer com que o revestimento interno do útero cresça mais do que o normal. 

Não existe um tempo certo de duração para a reposição hormonal, sendo que cada caso deve ser visto isoladamente com o médico de sua confiança e deve haver uma reavaliação periódica para ajustes da dose.

Reposição hormonal melhora qualidade de vida na pré menopausa por Alessandra Faria

Os Benefícios da Terapia de Reposição Hormonal

São muitos os benefícios causados pela reposição hormonal, mas sem dúvidas o alívio do “fogacho” e dos suores noturnos são muito bem vindos. Também podemos afirmar que a mulher começa a ter mais qualidade de vida, mais disposição, melhora da memória, cognição, da sua energia do dia a dia, além de melhorar a satisfação sexual, uma vez que há um alívio do ressecamento vaginal e das dores durante a relação, diz a Dra. Bruna Marisa.

Estes sintomas atingem pelo menos 45% das mulheres. E como já dissemos, por haver uma perda óssea natural nesta fase, a terapia hormonal ajuda e muito a prevenir a osteoporose, mas isso é um assunto para depois!

Sobre a Dra. Bruna Marisa.

Dra Bruna Marisa é médica, pós graduada em Endocrinologia, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, atua na área de Medicina Esportiva, Ortomolecular e é Especialista em Emagrecimento.

Fotos: reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *