A dieta low carb e cetose são responsáveis pelo uso da gordura como fonte de energia ao invés do açúcar.

Na dieta low carb o consumo de carboidratos é bastante reduzido, principalmente aqueles encontrados em pães, massas e alimentos ricos em açúcar. A dieta se faz em cima de proteínas, alguns vegetais, poucas frutas e gorduras consideradas boas para o organismo.

Vale ressaltar que qualquer dieta ou jejum intermitente devem ser realizados com orientação e acompanhamento de um profissional gabaritado para tal como um médico endocrinologista ou um nutricionista.

Estou fazendo a dieta Low carb com a Dra. Bruna e trouxe esse artigo informativo para vocês que pretendem seguir ou fazer a dieta pobre em carboidratos.

Low Carb e cetose: a gordura a seu favor!

“Nas dietas low carb e cetogênica, o organismo por começar a receber uma quantidade muito baixa de carboidrato, geralmente menos de 50g de carboidrato por dia e por isso, passa a utilizar a gordura que desta vez, começa a ser ingerida em grande quantidade, como fonte de energia.

A este processo natural do organismo, que faz com que a produção de energia se dê a partir da gordura, porque não há mais quantidade de glicose disponível, damos o nome de Cetose.

Desta forma, a cetose pode acontecer devido a períodos de jejum ou como consequência de uma dieta restrita e pobre em carboidrato (máximo de 20g de carboidrato por dia).

Infelizmente durante este processo, alguns sintomas podem acontecer no corpo e causam um pouco de desconforto. São eles:

  • Aumento da sede;
  • Diminuição da fome;
  • Dores de cabeça e náuseas;
  • Fraqueza,
  • Aumento da vontade de urinar;

A boa notícia é que os sintomas são temporários e duram de duas a três semanas.

Apesar da cetose contribuir para a perda de gordura e ao mesmo tempo fazer com que o corpo gere energia, é importante controlar a quantidade de corpos cetônicos no sangue, uma vez que elevadas concentrações podem tornar o sangue muito ácido, explica a Dra. Bruna Marisa, médica, endocrinologista, especialista em emagrecimento.”

dieta low carb e cetose por Alessandra Faria

Low carb e cetose: como estou me sentindo.

Como disse acima, estou fazendo a dieta e os sintomas foram intensos por aqui. Logo no fim da primeira semana de dieta eu senti muita tonteira, dessas de ver o mundo girando e enjoos. A perda do apetite também foi notada e uma sede intensa. Mas, a sede eu já estava antes da dieta, portanto, não posso afirmar que seja também um sintoma da cetose. Também senti um pouco de fraqueza, principalmente na hora de malhar. Fui orientada sobre ingerir alguns alimentos antes do treino como banana e “devolver” alguns carboidratos, para depois ir retirando-os aos poucos.

Outro sintoma observado é o intestino mais preso que de costume. Porém, ressalto que ele já era bem chatinho. Apenas piorou. Estou fazendo uso de probiótico e fitoterápico à base de melatonina para regular o sono, que também está ruim.

Essa semana os sintomas estão mais amenos. Imagino, que na próxima semana estará tudo bem por aqui. Estou sempre fazendo um feedback pelo meu insta. Acompanhe por lá.

Sobre a Dra Bruna Marisa: médica, pós graduada em Endocrinologia, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, atua na área de Medicina Esportiva, Ortomolecular e é Especialista em Emagrecimento.

Fotos: reprodução.