A biossegurança na maquiagem é um tema extremamente importante, principalmente nesse novo momento pós pandemia.

Nos últimos tempos temos visto e ouvido falar muito sobre cuidados e protocolos para evitar contaminações e contágios à COVID19, incluindo outras doenças. Nos estabelecimentos de atendimento ao público, principalmente da área de beleza, os protocolos são rígidos. Vale ressaltar, como os serviços de beleza estão dentro da área da saúde, os protocolos já eram exigidos e fiscalizados pela vigilância sanitária. Todavia, os olhares se voltavam mais para a estética corporal e facial. Mas, como fica a situação dos serviços de cabelo e maquiagem?

Confesso que sempre tive das escovas sujas e cheias de cabelos alheios dos salões. No que diz respeito à maquiagem, já fui maquiada com uma esponja tão fedida que me deu enjoo. Isso, num passado não muito distante.

Biossegurança na área da beleza

Os cursos tecnológicos na área de estética ajudaram muito a reforçar as questões de biossegurança nos serviços de beleza. Ainda há um bom caminho a percorrer. Pois, ainda vejo escovas passando de cabeça em cabeça e pincéis de maquiagem sendo compartilhados por profissionais. Por isso, trago 7 dicas de biossegurança para você usar no seu material profissional ou pessoal.

A biossegurança é o conjunto de “ações destinadas a prevenir, controlar, reduzir ou eliminar riscos que possam comprometer a saúde humana ou animal e gerar impacto negativo no meio ambiente“. (fonte)

7 Dicas de biossegurança na maquiagem por Alessandra Faria

Biossegurança na maquiagem

As dicas que vou passar para vocês fazem parte do meu e-book de maquiagem que estará disponível em breve para vocês.

  1. Cuide de sua higiene pessoal: os cabelos devem estar sempre limpos e presos no momento do atendimento; as unhas devem estar cortadas, lixadas e limpas. Unhas grandes acumulam sujeira e podem machucar a cliente. Lave bem as mãos a cada atendimento. Use roupas limpas e avental ou jaleco. Mantenha os dentes limpos, hálito agradável e use máscara. Troque a máscara a cada duas horas. Verifique a aparência de sua pele, use papel absorvente para retirar excesso de oleosidade;
  2. Não compartilhe produtos ou acessórios de maquiagem como batons, sombras e pinceis;
  3. Use uma placa de metal ou acrílico para colocar os produtos e não colocar os acessórios ou a mão diretamente nos mesmos. Essa placa deve ser higienizada a cada atendimento. Evite manipulação de produto podendo interferir na sua formulação;
  4. Use espátulas para retirar os produtos e colocar pequenas quantidades na placa, como cremes, bases, corretivos, sombras e primers. As espátulas também devem ser higienizadas;
  5. Higienize os pincéis e acessórios a cada atendimento. Existem produtos no mercado próprios para isso. Eles tem ação antibactericida. Ao final do dia lave todos os pinceis, pinças e outros acessórios, conforme ensino nesse post aqui. Porém, o ideal é ter um jogo de pincel para cada atendimento e ao final do dia, lavar todos eles. No caso das esponjas, use uma a cada atendimento e descarte ou dê para a cliente como mimo. Além de adequado é um diferencial;
  6. Para a máscara de cílios, use aplicadores descartáveis. Não retorne o aplicador para a embalagem após tocar nos cílios da cliente;
  7. Aponte os lápis de olho e boca e higienize com álcool 70%.
7 Dicas de biossegurança na maquiagem por Alessandra Faria

Bônus

Antes de começar seu atendimento verifique seu ambiente de trabalho. Veja e está tudo limpo e organizado. Limpe sua bancada de trabalho. Jogo o lixo e descartáveis em local próprio. Higienize a cadeira. Não utilize seu celular durante o atendimento. Higienize o mesmo com frequência. Ao final dos trabalhos, repita a operação. Faça sua cliente se sentir à vontade e segurança no seu atendimento.

7 Dicas de biossegurança na maquiagem por Alessandra Faria

Caso você tenha mais dicas de biossegurança na maquiagem, contribua deixando seu comentário.

Fotos: reprodução.