A organza, tecido muito usado nos anos 80/90 em trajes de gala, volta à moda compondo looks casuais e do dia a dia.

A organza é um tecido tradicional, de alta qualidade, utilizado até então, pela alta costura em trajes femininos finos. Sua tecitura é feita em ponto de tafetá. Originalmente feito em seda, ou seja, um tecido natural, hoje pode ser encontrado feito em algodão, poliéster e poliamida. Não existe uma origem bem definida desse tecido, mas algumas fontes indicam que seu nome surgiu na Idade Média, na cidade de Urgang no Turquistão – Rússia. Nesse local havia o principal comércio de seda da época. Fontes: Fio a Fio – tecidos, moda e linguagem. Chataignier, Gilda. 2006. Ed. Estação das Letras p. 152. Na internet aqui, aqui e aqui.

Tecido natural e leve: organza.

A organza é um tecido super leve, transparente, porém sem nenhum peso. Portanto, é um tecido armado, maleável e volumoso. Tradicionalmente usado em roupas de noivas, damas e vestidos de festa, além de cortinas. A organza até o momento foi usada em trajes nobres.

O tecido ficou bem sumido da moda. Porém, conheço estilistas que prezam pelo prazer de costurar que são fãs da organza como o Luiz Cláudio da Apartamento 03. Sempre traz o material em suas coleções.

Nesse inverno de 2019, a organza volta à moda de uma forma mais despojada. Ainda mantendo seu posto de nobreza e muita feminilidade, fazendo o estilo hi-lo bem descolado, da moda de rua.

Trouxe algumas inspirações de looks organza no street style para vocês.

E dou uma dica: se querem investir numa peça de organza, vá de camisa branca. Não tem erro. Essa é atemporal, clássica, nunca sairá da moda. Democrática, você poderá combiná-la tanto com jeans, uma peça em alfaiataria ou uma saia longa de seda, transitando e vários ambientes.

Uma forma bem moderna de se usar o tecido é em sobreposições, inclusive de camisa sobre camisa. Fica super cool.

Fotos: Reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *