• Cabelo Molhado, sim.

Olá Queridas e Queridos!

Dentição infantil não é o foco do blog, mas achei a pauta de extrema importância para nós mamães. Hoje o assunto é sobre os malefícios do hábito da chupeta e de chupar o dedo.

denticao_infantil-_sequelas_da_chupeta_e_tratamentos_possiveis

Meus dois filhos mais novos tiveram esses hábitos. Minha caçulinha, Juju, usou chupeta até os 3 anos de idade. Achei razoavelmente fácil tirar a chupeta dela, pois ela sempre perdia o bico e usei uma dessas perdas para eliminar o mesmo. Até hoje, aos 5 anos, ela fala da chupeta. hehehe Apesar de sempre usar chupeta ortodôntica, ela tem mordida um pouco aberta que será tratada no momento que trocar o dente de leite.

O meu filho do meio chupou o dedo. Esse sim, deu trabalho. Tirar o dedo é muito mais difícil que tirar o hábito do bico, pois não tem como você jogar fora, sumir ou esconder, não mesmo? Ele chupou o dedo diariamente até completar 7 anos (ainda em 2016). Até hoje ele chupa esporadicamente, quando está dormindo. Involuntariamente ele põe o dedo na boca. Consegui tirar o dedo com muita conversa e colocando micropore em todo dedo, toda noite durante um mês. Ele ficou com mordida muito aberta, os dentes para fora e separados. Conforme orientação do nosso dentista, só poderá usar aparelho após trocar toda a primeira dentição.

denticao_infantil-1

Fiz uma entrevista com a dentista Dra Daphene Ozelame Costa, Especialista em Odontopediatria pela FOB-USP, em Ortodontia pelo InstitutoTrevisi, Credencia Damon Sistem e Colunista do Blog da Dental Cremer, sobre o assunto com algumas perguntas mais comuns.

denticao_infantil

Confiram conosco.

1.  Quais os danos o hábito de chupar bico, dedo ou outro objeto pode causar à dentição infantil?

Quando a criança já tem todos os dentinhos na boca, o uso prolongado da chupeta ou hábito de chupar o dedo pode causar uma mordida aberta anterior, que pode ser definida como a ausência de contato dos dentes anteriores (da frente) – foi o que aconteceu com meu filho. Os dentes posteriores (do fundo) estão em contato, mas isso não acontece nos dentinhos da frente.

Outros prejuízos que podem causar na criança:

  • Interferência negativa sobre a amamentação: estudos mostram que crianças que desmamam precocemente usam chupeta com maior frequência do que aquelas que são amamentadas por um período maior.
  • A alteração do tônus muscular da musculatura bucal: a fala pode se apresentar com falhas, a mastigação, deglutição e a respiração da criança se manifestam com disfunções, o lábio superior fica encurtado, o lábio inferior fica flácido e virado para fora, ocorre a perda do selamento labial.
  • Possíveis deformações esqueléticas faciais devido à inexistência de bicos comerciais que sejam comparáveis ao bico do peito: mais de 70% das crianças que possuem hábitos de sucção não-nutritiva apresentam algum tipo de maloclusão (mordidas abertas ou cruzadas), como ditas anteriormente.
  • A ligação entre a chupeta e a síndrome do respirador bucal: o ar inspirado pela boca não sofre o processo de filtragem, aquecimento e umedecimento fisiológicos, deixando o sistema respiratório mais vulnerável a doenças em geral, entre outras coisas.

2-    Até qual idade esse hábito ainda não deixa sequelas para a dentição infantil?

Caso a chupeta ou dedo já façam parte do dia-a-dia da criança, o melhor é que sejam abandonados entre dois até três anos de idade. Dessa forma, alguns dos efeitos negativos deste hábito, como a mordida aberta anterior, tendem a regredir. Após essa idade, os problemas progridem, prejudicando não somente os dentes, mas também a fala, a deglutição e a respiração.

denticao_infantil-_sequelas_da_chupeta_e_tratamentos_possiveis2

3-    Quais os tratamentos possíveis?

Para iniciarmos o tratamento correto, devem ser feitos alguns exames clínicos e radiográficos para sabermos se o paciente possui mordida aberta esquelética ou funcional, e a partir disso obter um diagnostico e planejar um tratamento adequado.

Geralmente em fase de dentição mista da criança, quando ela possui dentes permanentes e decíduos os aparelhos utilizados têm a finalidade de eliminar hábitos deletérios (dedo ou chupeta), sendo os mais utilizados: os aparelhos interceptores e funcionais. E em casos onde o paciente possui dentição permanente, o tratamento é feito com aparelho ortodôntico fixo, porem, em casos em que há um maior envolvimento de componentes esqueléticos, somente as compensações dentárias podem ser insuficientes para a correção da mordida aberta. Nestes casos, geralmente é necessário associar a cirurgia ortognática ao tratamento ortodôntico.

4-    Em que idade o tratamento deve ser iniciado?

O tratamento deve ser iniciado o mais breve possível. O profissional vai avaliar cada caso especificamente e traçar um plano de tratamento adequado para o paciente, de forma que o habito não prejudique a saúde da criança.

Espero que o texto tenha sido útil para vocês. Caso queiram enriquecer nossa discussão ou esclarecer alguma dúvida sobre o tema, deixe nos comentários que reportarei à dentista. Lembrando que nenhuma informação dada aqui substitui a consulta a um dentista, que deve ser realizada de 6 em 6 meses.

Fotos: reprodução.