• Cabelo Molhado, sim.

Olá Queridas!

Segunda de SPFW também foi dia do desfile de Ronaldo Fraga, que mais uma vez reafirmou sua criatividade e preocupação com o lado social da moda.

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 11

A coleção para o verão 17 apresentada na última segunda-feira de SPFW pelo estilista mineiro Ronaldo Fraga foi incrivelmente emocionante.

A começar já na abertura do desfile na qual refugiados de várias partes do mundo e modelos fizeram uma apresentação impactante e intrigante, com os rostos cobertos por máscaras de Burundi. Era possível perceber que havia algo de diferente no caminhar daqueles 5 modelos e estava claro que sua coleção intitulada Re-Existência remetia à intolerância, escravidão, invasão, opressão e a capacidade das pessoas de se refazerem após passar por essas situações. Mas, não me passou pela cabeça que eram refugiados.

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência

A trilha sonora adentrava o peito e acertava as batidas do coração que foram se acelerando no decorrer do desfile, mesmo após a mudança da música, Ronaldo Fraga mostrou toda exuberância de sua criatividade e contou uma história na passarela muito bem costurada.

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 9

Com peças confeccionadas em tecidos naturais que te levam para o terreno, o cultural e o artesanal como  algodão, linho, linho amassado, organza, tule, gaze, paetês, aplicações de flores e seda, Ronaldo foi alinhavando a história dessas pessoas pelo mundo.

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 15

Os shapes amplos, mas não desformes, realçavam sutilmente a silhueta. A coleção teve peças masculinas – assinadas pelo seu irmão Rodrigo Fraga – uma parceria que promete ser sucesso; femininas e sem identidade de gêneros. Todas inspiradas na cultura africana e seus elementos, referência que trouxe após a viagem à África no ano passado.

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 10

Ronaldo usou e abusou do mix de texturas, da sobreposição, do patchwork, além das estampas esclusivas e bordados ricos e coloridos.

A cartela de cores começou nos tons de nude e bege e foi crescendo durante o desfile até chegar nos tons terrosos mais fortes. Para isso passou por tons de azul, cinza, rosa… Como um barquinho navegando ao sabor do vento.

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 2

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 21

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 4

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 13

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 16

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 14

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 18

spfw_verão17_ronaldo_fraga_re_existência 19

Sobre a trilha sonora!

Todas as músicas foram escolhidas por Ronaldo Fraga, que queria dar uma atmosfera familiar garantida pelo português, mas com algum estranhamento vindo do sotaque moçambicano ou de Portugal, como o da Oquestrada, grupo português de origem moçambicana, Dona Rosa e Maurício de Zumba, que fechou o desfile com a música Maurice à Paris. A apresentação começou com uma trilha gospel cantada em zulu. (Fonte)

Fotos: Ag. Fotosite para Portal FFW.

 

One Reply to “A cada SPFW Ronaldo Fraga afirma sua Re-Existência!”

Comments are closed.