• Nails trend.

Olá Queridas!

Este post está nos meus rascunhos desde dezembro/13. Estava esperando o momento certo para publicá-lo: quando eu tivesse conseguido voltar à academia para fazer minhas atividades físicas regularmente, sem acompanhamento de personal trainer.

atividade-fisica-personal-trainer

Desde do início de 2013 estou tentando voltar à academia, pegar o ritmo e manter uma frequência mínima de 3 vezes por semana. Mesmo tendo feito treinamento durante quase 4 anos com personal e saber da importância das atividades físicas para saúde e qualidade de vida, voltar a malhar tem sido extramente difícil. Desculpas não faltaram neste período, entre elas: falta de tempo, cansaço, imprevistos diários; que deram lugar ao desânimo, à preguiça e à frustração.

Neste mês de junho/14, mais uma vez, estou tentando voltar a fazer exercícios físicos. Me esforçando no dia-a-dia para ir até a academia, mas são muitos os fatores que me impedem de sair do sedentarismo no qual me afundei, entre eles desculpas esfarrapadas e a maldita preguiça.

Contratei, mais uma vez, minha nutricionista esportiva e uma personal trainer para me acompanhar. Acho fundamental a companhia de profissionais para nos dar força, levantar o moral e animar para o treino. Além disso, o acompanhamento de personal trainer nos ajuda a fazer o exercício corretamente, evitando lesões, o que poderia me afastar da academia novamente. Outro motivo importante para se contratar um(a) personal trainer, é que ele(a) não dá moleza e nos faz levar o músculo ao seu máximo, momento em que o exercício realmente começa a dar resultado. Já viram a expressão: no pain, no gain? Sem dor, não há vitória!!!

atividade-fisica-personal-trainer 1

Nunca fui de gostar de fazer exercícios físicos. Era totalmente sedentária até os 25 anos, quando comecei a ter dores pelo corpo e fui pega de surpresa por uma artrose precoce no joelho e quadris. Na época, tive uma bela crise de pinçamento do nervo ciático.

Entrei para a academia fazendo hidroginástica e me lembro até hoje de qual foi a sensação que tive após minha primeira aula: por que eu não havia feito aquilo antes? Em 5 meses perdi 8kg, apenas com a hidroginástica e uma alimentação balanceada.

Depois disso fui para academia e comecei com a musculação. Tive uma frequência razoável até a gravidez do meu segundo filho, na qual pratiquei a hidro mais uma vez. Após o parto tive dificuldade para emagrecer e procurei ajuda de um personal trainer e uma nutricionista, que me acompanharam durante 3 anos.

No início de 2013, dispensei o personal trainer. A partir daí comecei a perder o ritmo do exercício físico. Concomitante, vieram alguns fatores como falta de empregada, doenças constantes do meus filhos menores, jornada de trabalho dupla que me impediam de frequentar a academia. Além disso, a inércia, o desânimo, o cansaço e a preguiça começaram a se instalar.

Resultado: mais de um ano sem malhar, perdi muita massa magra, ganhei gordura, perdi condicionamento, dores retornaram. Só a balança é que não alterou, o peso continuou o mesmo, o que significa pouco neste contexto.

Com a ajuda profissional e foco, tenho certeza que vou conseguir voltar a partir de agora. Deixo vocês a par de tudo e espero que se inspirem para que também consigam vencer a inércia e cuidar da saúde através da atividade física.

Fotos: Alessandra Faria e reprodução.